Teixeira de Freitas: polícia resgata trabalhadores que fugiram de fazenda no Espírito Santo

Dezoito trabalhadores rurais em condições análogas à escravidão foram resgatados por uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-101, em Teixeira de Freitas, no sul da Bahia, na terça-feira (16). A informação foi divulgada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), nesta quarta-feira (17).

Os lavradores fugiram do município de Boa Esperança, no Espírito Santo, após serem submetidos a trabalhos em condições precárias. O grupo viajava para a cidade de Piranhas, interior de Alagoas, em uma van clandestina, quando o veículo foi parado pela polícia. Os policiais levaram o grupo até Eunápolis para que o MPT tomasse seus depoimentos e providenciasse transporte regular para a cidade de origem dos trabalhadores.

De acordo com o órgão, os trabalhadores contaram que foram enganados por um homem que prometeu trabalho. O homem que os contratou disse que eles iriam trabalhar em uma colheita de café, com diárias que poderiam chegar a R$ 100. No entanto, receberam a diária entre R$ 20 e R$ 50.

Segundo os trabalhadores, tanto as ferramentas usadas no trabalho quanto a comida que consumiam estavam sendo pagas por eles. O grupo também teve que arcar com os custos da viagem de ida, aluguel, água e energia elétrica da casa que estava e não teve registro da relação de trabalho em suas carteiras profissionais.

O MPT informou que eles receberam ajuda da população local e de um vereador para se alimentar e para conseguir um veículo para voltar para Alagoas. O caso será remetido para a unidade do MPT do Espírito Santo. 

 

 

Por: Redação BNews

Recomendado para você

Sobre o autor: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *