Bandeira tarifária seguirá no patamar mais caro em agosto, informa Aneel

Com bandeira no patamar dois da cor vermelha, contas de luz terão taxa extra de R$ 5 a cada 100 kWh consumidos. Cobrança a mais começou em junho deste ano.

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira (27) que manterá no mês de agosto a bandeira tarifária no patamar dois da cor vermelha, o mais caro.

Isso significa que, para cada 100 quilowatts-hora (kWh) de energia consumidos, haverá cobrança extra de R$ 5 na conta de luz.

Agosto será o terceiro mês seguido com a bandeira tarifária no patamar mais caro.

A cobrança extra de R$ 5 para cada 100 kWh começou em junho – em maio, a bandeira tarifária estava na cor amarela, cuja cobrança extra é de R$ 1 para cada 100 kWh.

A decisão da Aneel

Segundo a Aneel, a decisão de manter a bandeira no patamar mais alto foi tomada porque o país continua registrando condições de chuvas desfavoráveis, além de redução no nível de armazenamento dos reservatórios das principais hidrelétricas do país.

Com os níveis dos reservatórios cada vez mais baixos, o país precisa usar mais energia gerada por termelétricas, cujo custo é mais caro.

Como funciona o sistema de bandeiras?

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo da energia gerada, possibilitando aos consumidores reduzir o consumo quando a energia está mais cara.

O funcionamento das bandeiras tarifárias prevê as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2), que indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

 

Fonte: G1, Brasília

Recomendado para você

Sobre o autor: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *